Editora Zamoner - Genesis

Horário de atendimento

De segunda a sexta-feira das 08:00 as 11:00 e das 14:00 as 17:00


Gêneros dos textos
Infantil113
Artigos294
Ensaios60
Contos471
Crônicas415
Poesias1496
Resenhas55
Entrevistas24
Pensamentos312


Mais visitados
CRÔNICA, CONTO, ROMANCE, NOVELA...14060
M I N H A M ã E2916
B E I J A - F L O R2654
Cotas: uma forma de reparo social1820
Ela:Tornando-se primeiro pronome.1619


Mais recentes
A interface entre o filme "O Senhor das Moscas" e a Psicologia Organizacional: teoria e prática.8/08/2020
Soneto COVID-194/04/2020
VOCÊ JÁ LAVOU SUAS MÃOS HOJE?3/04/2020
Dissertação de Mestrado Em Ciências da Educação Defendida na LusófonaO Silêncio8/12/2019
Soneto ao que perdemos21/10/2019

Lançamentos




  • Sexo e Dança de Salão

    Quando “fui iniciada” nas artes da dança de salão, no início da década de 1990, percebi algo nebuloso e fortemente relacionado a sexo na atividade. Desde então venho observando, analisando, pesquisando e estudando a natureza desta relação. Precisei de anos para chegar ao ponto de entendê-la. Por ocasião do meu primeiro contato com a dança de salão, percebi que esta atividade exercia uma influência avassaladora sobre o comportamento sexual das pessoas de qualquer faixa etária. Inicialmente, imaginei que isto se devia ao fato de que a dança de salão é dependente da relação de masculinidade e feminilidade. Esta relação se dá por... (leia mais)


    Maristela Zamoner

  • MORDAÇAS CULTURAIS?

    “... A língua é minha pátria, e eu não tenho pátria, tenho mátria e quero frátria...” “Língua” Caetano Veloso “Vossa Mercedes aceita uma chávena de chá?” – tradução: “Cê qué um chá?” Pois é... Nossa belíssima Língua Portuguesa está sendo muito maltratada... Mas nos orgulhamos de nossa unicidade lingüística, apesar de nossos quase 8.600.000 Km². Oficialmente não há dialetos no Brasil. E nos orgulhamos disto. De uma mentira oficializada? De um massacre brutal, porém discreto? Que tenhamos apenas uma língua oficial em todo o território brasileiro é de se aceitar e de causar orgulho. Especialmente quando se vê a dificuldade de comunicação entre os habitantes de um país territorialmente tão... (leia mais)


    Tânia Gabrielli-Pohlmann

  • O LEÃO E O BURRO

    "O velho e temido leão, "Com uma fome danada, "foi procurar o burrinho "para uma bela caçada. " "E encontrando o animal, "Que não era muito esperto, "Combinou que ele seria "De uma ramagem coberto. " "Tudo pronto, à caça foram. "E o burrinho camuflado "Tinha que urrar diferente "Do que estava acostumado. " "O burro treinou bastante, "Foi treinando mais e mais. "Com seus urros bem estranhos "Espantou os animais. " "As bestas apavoradas "Saíram em disparada. "E o leão se aproveitou "Pra fazer sua caçada. " "Tendo feito várias presas, "Exausto, foi descansar,. "Então pediu ao asninho "Que parasse de urrar. " "Aquele, já todo prosa, "Perguntou para o leão: "“E que tal a minha voz?... (leia mais)


    Geraldo De Castro Pereira

  • A INDISPENSÁVEL FORMAÇÃO DO ESCRITOR

    "Por força de nossa tarefa diária como editor da Editora Protexto, nos deparamos com centenas de escritores ansiosos por terem seus textos avaliados e desejosos de publicarem suas obras. Tarefa árdua a nossa, pois termina sempre numa sucessão de negativas frustrantes. "Ao contrário do que muitos pensam, o primeiro passo para se tornar um escritor não é a publicação de um livro, mas sim, a busca de sua formação para encarar a tarefa de escrever com profissionalismo. "Durante alguns anos ministrei um Curso de Escritores através da Casa do Escritor que infelizmente foi desativada. O Curso que era feito pela Internet e o atendimento, personalizado. "Após quase dois anos de existência,... (leia mais)


    Airo Zamoner

  • REBELDIA

    - Espere aí! Você não está querendo dizer que o que me falta é rebeldia, está? - Estou! - Isso é inacreditável! Tive uma vida regrada. Tudo certinho no lugar. Me formei, fiz mestrado, doutorado, pós-doutorado e trabalho diuturnamente em pesquisas vitais para a humanidade... Não sou estúpido pra jogar tudo isso pro alto! - Estou tentando ajudar a explicar essa sua sensação... Você está aqui agora, em pleno horário de expediente, sentado comigo neste banco público... Por quê? - Já disse antes! Não me sinto bem! - E o médico? - Não é coisa de médico... - Então, voltamos ao início. Vou falar agora com todas as... (leia mais)


    Airo Zamoner




CopyRight © Cepedê Sistemas & WebSites - Comércio eletrônico.