Robespierre Simões






Letras do CD Gira de Maria Padilha

                   Galinha Preta

(Letra e Música de Pierre Simões)Registro ISRC BRR200500026 Eu vou criar galinha pretaPrá vender bem caro!Pois o artigo, no mercado,Tá ficando raro...Minha macumba tem valorSenhor, faça o preço!Pois sem piau eu não trabalhoNem de adereçoDona Luzia do candombléReclama que não tem galinha prá comprarSeu Exu vai fazer maior banzéSó farofa e dendê não vai prestarPai de Santo Seu Jorge de Ogum Disse:  Assim não jeito de mandar, A demanda embora prá Cancún, Sem cocó bem gordinha prá ofertar!Tem gente fazendo muito ebóPrá arranjar casamento e ser felizSer barão e mandar lá pro brechóToda roupa que usou e nunca quisMas se falta penosa no mercadoOferenda não tem mesmo valor Orixá já deixou bem avisadoNão serve galinha de outra cor   

Exu Gira Mundo

(Letra e Música de Pierre Simões)ISRC BRR200500023 Xangô mandou seu capitãoExu Gira Mundo comandarNova batalha agora vai começarJustiça plena pros seus filhos buscarCom o agô de nosso Pai OxaláA sua banda já vai se aprumarTraz seu ponteiro, seu patuá e a sua lançaE seu exército prá te acompanharÊh, Seu Gira mundoÊh, Gira mundãoCom valentia luta sem temer demandaNão tem medo a sua bandaE ainda ri bem folgazãoÊh, Seu Gira mundoÊh, Gira mundãoPro nosso povo Vai contar suas históriasDe batalhas e memórias,Paz trazendo de montão !  Exu Marabô(Letra e Música de Pierre Simões)ISRC BR-R20-05-00022 Na linha de Oxossi tem Um exu muito valente É forte como um cabocloBelo como o sol nascenteTrabalha na mata virgemQuebrando as nossas demandasNão tem medo de feitiço É o exu Seu MarabôUma dia tava cansadoDe brigar contra quiumbaFoi quando Marabô disseNão fazer preocupadorMandou ter com ele prosaNa macaia de JuremaA luz mais linda se fezE o  meu mundo se encantouMarabô, Marabô, MarabôServentia da banda de OxossiTraz fartura prá minha moradaPró meu jacutá e pro meu canzuáMarabô, Marabô, Marabô`Cê já fez muito trabalhadorMas não custa pedir prá que olhe

Só mais um pouquinho o seu filho com amor

  Maria Padilha(Letra e Música de Pierre Simões)Registro ISCR BRR200500016 Se tem um exu que eu gosto de ver é Maria PadilhaTraz seu manto de seda,  contente chegando prá nos visitarDas sete encruza lá vem toda prosa mostrando prá genteSeu leque de ouro refletindo a luz de seu lindo olharRainha da noite Você corre o mundo e espalha alegriaSeu povo te espera com muita vontade prá te escutarNos conta segredos além dessa vida e nos traz esperançaPrá viver agora amanhã com coragem e prá sempre com féMaria Padilha Maria PadilhaRode a  sua saia e mostra prá gente como você éMaria Padilha Maria Padilha Maria PadilhaTu és a rainha da nossa gira  

Exu Pinga Fogo

(Letra e Música de Pierre Simões)ISRC BR-R20-05-00024 

Oi pinga pinga pinga pinga pinga fogo

Olha só quem é quem chegaÉ o exu Seu Pinga-Fogo

Oi Pinga-Fogo, vem levar minha demanda

Leva prá sua calungaVós é dono, Vós que mandaVos ofereço um toco do melhor que háMeu canzuá sempre é vosso canzuáJaca madura, joga as verdes no chãoNa vossa prosa todos prestam atençãoEu vou mandar minha iabá fazer comidaCom marafa num coitéSó prá agradar Seu Pinga-Fogo  

Pomba Gira

(Letra e Música de Pierre Simões)

ISRC BR-R20-05-00019

 Existe na umbanda a formosa pomba-giraPomba-girê, pomba-giraCarrega a mandinga, leva pro fundo do marPomba-girê, pomba-gira Existe Maria Molambo, Maria Quitéria e Maria PadilhaPomba-girê, pomba-giraExiste Cigana Cibele, Cigana da praia e Cigana MeninaPomba-girê, pomba-giraPomba gira ciganaEla vem trabalharDesfazer a quizilaDo meu lado de cáIansã lhe deu forçaBênção no seu axéMulher muito queridaNessa eu levo fé   

Pomba Gira Sete Saias

(Letra e Música de Pierre Simões)

ISRC BR-R20-05-00025

 Dona Sete Saias já baixou aqui na tendaCom todas as saias, cada uma de uma corAs mãos na cintura, seu sorriso debochadoE seu perfume caro, com essência de fulôEla vem satisfeita, vem fazer carteadorTraz consigo sua banda de exu trabalhadorConsulta sobre a vida, sobre a sorte, sobre o amorE traz também as bênçãos de Jesus Nosso SenhorÓ Sete Saias, sete meninasSete mulheres, todas sete numa só Ó Sete Saias, sete cantigasTodas reunidas numa canção de amor 

Saudação aos Orixás

(Letra e Música de Pierre Simões)

ISRC BR-R20-05-00017

 Já vou, já vou!Você que me chamou, já vou!Eu já vou pro meu terreiro,Prá saudar meus Orixás! Vou saudar Pai Oxalá,E minha mãe Yemanjá,Vou saudar minhas crianças,Alto e forte, Saravá! Vou saudar meu Pai Ogum,Pai Oxossi vou saudar!Vou saudar meu Pai Xangô,Meus Pretos-Velhos, Saravá!    

Exu Sete Encruzilhadas

(Letra e Música de Pierre Simões)ISRC BR-R20-05-00018  Pai Oxalá me abençoouMe dando a luz e muita saúdePara cumprir minha missãoDe levar paz pros meus irmãosNão tenho medo da vida nãoE nem receio a solidãoPorque eu trago aqui no peitoA cruz e a fé de Nosso Senhor Mas quando vir a madrugadaE minha sorte se arredarEu sei que tenho um companheiroPra nessas horas me confortar É um exu que me acompanhaQue é  seu Sete EncruzilhadasMe dá coragem que eu precisoSem esmorecer nunca em vãoSeu Sete, Seu SeteSeu Sete EncruzilhadasSalve a sua forçaSalve a sua pazSeu Sete, Seu SeteSeu Sete EncruzilhadasCaminha ao meu ladoCom as bênçãos de Oxalá

Exu Tiriri

(Letra e Música de Pierre Simões)ISRC BR-R20-05-00020 Brinca comigo, criancinha, vem brincar

Perto Seu Tiriri, vamos o sete pintar

Brinca comigo, Ibeji, vem cá brincar

Olha que Exu mirim também quer participarLá em cima da cachoeiraVi o exu seu TiririTiriri vem com a capa douradaTiriri vem assim brincalhão Traz na mão seu tridente de ouroA sua banda vem te acompanharVem faceiro na luz da umbandaServentia na linha de Ori Ori, Ori, Ori,Ori, ô meu guriExu Tiriri vai cuidar de ti Ori, Ori, OriOri, meu IbejiNão precisar chorarTiriri está aqui            

Exu Tranca-Ruas

(Letra e Música de Pierre Simões)

ISRC BR-R20-05-00021

 Sabe aquela mina de ouro de cá da montanha?É de seu Tranca-ruasÉ de seu Tranca-ruasSabe aquela casa bonita, parece um castelo? É de seu Tranca-ruasÉ de seu Tranca-ruasSabe aquele jardim florido mais belo que existe?É de seu Tranca-ruasÉ de seu Tranca-ruasSabe aquele alazão branco, veloz como o vento?É de seu Tranca-ruasÉ de seu Tranca-ruas Eh! Seu Tranca-ruasRei da encruzilhadaMe acode com sua capaContra todo mal que háVós, dono da giraCapitão de OgumOlhe por seus filhosVem cumprir missão      

CopyRight © Cepedê Sistemas & WebSites - Comércio eletrônico.