Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha







Elisabeth Silva de Almeida Amorim






Quando o vento parar...

Quando o vento parar...

 

Estarei aqui

No mesmo lugar.

 

Quando o vento parar...

 

Talvez eu tenha mudado

Talvez eu queira ficar.

 

Quando o vento parar...

 

Não precisarei agarrar minha saia

Você não terá para onde olhar.

 

Quando o vento parar...

 

Darei o meu melhor sorriso

E em seu braços irei buscar.

 

Quando o vento parar...

 

Acalmarei o seu medo

E em sua mão irei segurar.

 

Quando vento parar...

 

Não terá mais desculpas

Logo virá me encontrar.

 

Quando o vento parar...

 

Subirei para o céu

Para uma estrela pegar.

 

Quando o vento parar...

 

Quando o vento parar...

Quando o vento parar...

 

Parou? Parou.

Agora só nós dois.

E o sopro do amor.

 


Tempo de carregamento:0,05