ANNE DICKSON






MOLEQUE

 MOLEQUE
 
 
Olhar maroto
Descendo a rua
Moleque assobia.
Pula o esgoto,
Olha pra lua,
Não desafina!
 
Moleque esperto,
Tão serelepe,
Vai pro campinho.
Sorriso aberto,
Mesmo sem CEP,
Não é sozinho!
 
Vai jogar bola,
Com a meninada,
Faz seu caminho.
Chega na escola
E na tabuada
É o melhorzinho!
 
Vai pra favela,
Postura alerta,
Sonha em canção.
Mesmo sem vela,
Sua luz é certa
No coração!
 
( http://anne-lieri.blogspot.com/ )

CopyRight © Cepedê Sistemas & WebSites - Comércio eletrônico.