Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha







Fernanda Guimarães






Esta Noite Virás

Esta noite virás
E haverá uma lua a tocar-me o rosto
Já encontrarás a porta entreaberta
Meu cheiro a se confundir com o teu
E os passos do desejo em minha pele
A sussurrarem pelo idioma da tua boca
Verás carícias em minhas mãos
Densas, explícitas, inquietas de despudor
Como água de nascente a jorrar
Ansiando o caminho do teu corpo

Esta noite virás
E haverá num instante, meus delírios
Para que tuas mãos acolham
A paisagem irisada da minha pele
Inclinada de estrelas, como se viesse
Para te beijar toda a escuridão
E escutarás a harpa dos meus sons
A vibrar sob teus olhares palpitantes
E cantará entre teus dedos minha melodia.

Esta noite virás
E haverá um beijo silenciando nossos lábios
E deitarás teus gemidos em meus seios
Como pássaro que descobre o céu
E deixarei derramar-se em tua língua
O desatino, o mar que me transborda
Na ondulação da carne que fulge
Porque é em ti que tudo principia
Quando teus olhos descerram-me
E sentam à mesa do meu prazer
Porque é em ti que bebe minha sede

Tempo de carregamento:0,04