Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha







JESSÉ BARBOSA DE OLIVEIRA






A SINFONIA DOS PENSAMENTOS ORGÂNICOS

                     
A saliva naufraga na superfície da garganta.
O eco se afoga no mar da palidez cadavérica
Que subjuga o semblante abatido da esperança.
Doridas manhãs e angustiantes distâncias
Afloram sobre o chão do fluxo das lembranças.
 
O sol destranca a Poesia das paisagens averbalizadas.
A tarde que se assenta represa e descerra
A efusão das mágoas guardadas.
A lua nos emprenha de claridade sensata
Para podermos contemplar
A miséria e a beleza da humanidade á lepra condenada.
 
JESSÉ BARBOSA DE OLIVEIRA
 

Tempo de carregamento:0,05