Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha







GENERINO GABRIEL DE JESUS






TRISTEZA

É a solidão insolente
De uma batalha incansável
É a dor que se sente
Por um mal incurável.

É a saudade que abate
É uma flechada no coração
É a derrota no combate
É a irmã próxima da solidão.

É quem nos rouba a alegria
E a felicidade intensa
É a solidão em demasia...

É um vazio que nos consome
É o amargor que atormenta
É o sofrer de doce nome.


Poema incluso no livro Segredos da Solidão, pág. 53.

Tempo de carregamento:0,06