GENERINO GABRIEL DE JESUS






VALE A PENA VIVER?


Nem sabes, no meu viver momentâneo,
O quanto me sinto aflito
Balbucio palavras ou grito
Infortúnios atos humanos!
Multidões na luta pela sobrevivência
Poderosos abusando do poder
E aí fico me perguntando:
Vale a pena viver?

Muitas vezes me calo
Apenas meus olhos falam
Verdades deles exalam
Falsos heróis impressionam
Multidões já escaldadas,
Mas tentam um algo acreditar
E aí me pergunto:
Vale a pena esperar?

Viver vale a pena
Porém esperar me põe aflito
Enquanto preciso alçar-me ao infinito
Opondo-me àqueles para quem
A inércia preenche os seus dias...
Ah, isso me angustia!
Alimentar-me a alma, preciso
Ao menos, com a minha poesia.

CopyRight © Cepedê Sistemas & WebSites - Comércio eletrônico.