Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha







Renato Prado






CORPO HUMANO E ALMA



Minha casa tem dedos,
Braços e pernas.

Minha casa tem pêlos.
Tem barriga e costas.
Minha casa é matéria!
Que se move através de mim.
Unhas estranhas se encontram em minha casa
E alimentos triturados também.
Minha casa, que na verdade não é minha, e levada por mim que sou eu mesmo na verdade:
Trabalho – cansativo e prazeroso trabalho!
Diversão – forte diversão!
Minha casa que deve ser conservada,
Quase nunca é respeitada.
Minha casa não é nada!
Como a pedra, pau ou o ouro
Não vai durar nada!
Mas através dela é que vou crescer.
Através do nada que se chega ao tudo.
Minha casa vai ficar.
E eu vou continuar.
Minha casa,
Minha doce querida casa.
Que na verdade não sou eu.

Tempo de carregamento:0,04