Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha







GENERINO GABRIEL DE JESUS






MEU FILHO

Meu Filho

Meu filho, meu prazer
Meu motivo de alegria
Minha razão de viver
Meu caminho dia-a-dia.

Como é gostoso poder dizer:
Meu filho, minha vida,
Meu desejo de viver
Minha fotocópia mais fiel
Meu sorriso na tristeza
Meu carinho sem igual.

Meu filho, meu prazer
Quero vê-lo crescer,
E encaminhá-lo na jornada...
Quero vê-lo com prazer
No vigor da caminhada
A garimpar esperanças
E me acalentar ao peito.

Escrito em 21 de agosto de 1995.
Livro Segredos da Solidão, pág. 25.

Tempo de carregamento:0,02