Edvaldo Feitosa






LINDA. LINDA. LINDA...


Quando apareces sorrindo iluminas o Sol, confesso sou mais um.
A enviar preces a santa pecadora que, deixa as almas encantadas.
Dengosa, maliciosa - irresistível... Qual homem resistirá? Nenhum!
E vais construindo milhões de falsas quimeras fatais e alucinadas.

És a mulher fatal a massacrar apenas com a ilusão e com o sorriso.
A tua beleza é tão chocante que, ao mesmo tempo - é o bem e o mal.
E o coração humano, órgão absolutamente louco, frágil e sem juízo.
Transforma homem velho em menino - e, o mais sábio em irracional.

Às vezes, fico a pensar como sendo tão angelical podes ser humana.
Sozinho no meu quarto ouvindo tua voz musicando os sonhos meus.
Vilã ou mocinha, amarga ou doce... és sempre um convite  ao pecado.

De tanto interrogar inutilmente sem encontrar resposta jovem chama.
Chego a louca conclusão fostes esculpida no céu pelas mãos - Deus.
Depois exilada aqui na terra. E maliciosamente maquiada - pelo diabo.

CopyRight © Cepedê Sistemas & WebSites - Comércio eletrônico.