Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha







Marilena Orsoni






O ESPAÇO DE RAQUEL

                                                        RAQUEL           

                      UMA MULHER QUE SABIA ONDE QUERIA CHEGAR

Na realidade, os primeiros passos na vida de Raquel, começaram na Rua João Ramalho, bairro da Vila Pompéia, onde ficava sua primeira escola primária, o "Grupo Escolar Miss Browner" na capital de São Paulo.

 Para Raquel, tudo alí era apenas um sonho, mesclado de muita alegria e esperança. Esperança de dias tranqüilos na sua saudável  infância. Esperança e otimismo durante os dias da sua adolecencia,  e esperança de muitas realizações em todos os campos de sua vida futura.

 Raquel era dócil, meiga, e boa filha. Sempre teve muita energia para gastar. E quando pequena,  gostava de ficar pendurada nos galhos das árvores, sentindo-se como se estivesse fazendo parte de um grande espetáculo de circo.

 Mas, Raquel tinha uma coisa muito mais importante do que somente energia para gastar, ou ser dócil e boa filha. Tinha  muitas lições para ler, nas folhas da cartilha de vida que seus pais haviam escrito para ela. Folhas estas que continham muitas lições de temas variados. Temas que deveria aprender, e não mais esquecer, até o final de sua vida.

 Nessa cartilha,  havia uma única  forma de vida que a faria  uma pessoa do bem, honesta, boa mãe, e também uma boa mulher.

 Como Raquel era humana e igual a todos os seres viventes desse nosso magnífico planeta,  para muitas coisas fez vistas grossas, deixou passar despercebido coisas que deveriam ser analisadas, enfrentadas ou poupadas – deixou passar sem atitudes firmes, e não tomou decisões que deveriam ser tomadas na ocasião. Outras, deixou prá lá. Algumas delas aplicou, outras nem tanto.

Raquel trilhou caminhos e descaminhos. Com ambos aprendeu, Tirou lições de tudo, e sobreviveu - acredito que bem.

 A vida não lhe foi fácil, apesar de todos os ensinamentos que absorveu da cartilha dos pais. Lutou muito. Enfrentou dificuldades. Passou pelo difícil período de reunir suas idéias soltas e transformá-las em realidade.

Teve grandes recompensas com o louvor dos seus atos: Dois  filhos: Rina e Matheus. Teve três netos: Maira, Miriam e Rafael. E não foi somente filhos e netos que brilharam a vida de Raquel,  um grande amor veio preencher a vida dessa mulher exemplo. Amor esse, que conserva até os dias de hoje. Boás era seu grande amor. Homem forte, decidido, correto, e muito carinhoso com ela. Tanto Raquel como Boás, procuram diariamente fazer o outro feliz - e estão conseguindo seus objetivos.Amor, ah! sem ele, ela não viveria plenamente. Não seria totalmente realizada.

 Houve um longo tempo, uma grande distância entre seus primeiros passos e seu grande amor.

 Mas para Raquel valeu a pena tudo o que aprendeu e viveu. Todo o ensinamento que recebeu ajudaram-na  a se tornar a mulher guerreira e  realizada que viveu cada momentos de sua vida intensamente. Se doou sem reservas mas foi sempre muito feliz, e ainda o é.

Raquel sabe que seus passos chegarão bem mais longe, e será beneficiada com muitas idéias que lhe ajudará continuar viva. Sabe que deverá percorrer longas estradas e muitos caminhos. E, certamente encontrará muitas encruzilhadas dentro deles que à farão pensar em recuar e desistir de alcançar seu longo e promissor futuro.

Mas, Raquel é forte, determinada, e não vai desistir. Vai prosseguir com seus alvos, sonhos e vontades. Vai continuar buscando a  felicidade da maneira que um dia, lá, bem distante, aprendeu e tomou a decisão de ser: UMA MULHER VITORIOSA QUE CONQUISTOU SEU PRÓPRIO ESPAÇO.

Fim.


Tempo de carregamento:0,03