CARLOS MAMBUCABA






O TESOURO DO JOÃO

João perdeu seu tesouro,
Foi numa terra encantada,
Onde o sonho vale ouro,
E a razão, não vale nada.

Perdeu a sua riqueza,
Ao deixar de acreditar,
Na magia, na beleza,
No simples poder de sonhar.

Desprezou o seu talento,
De criar fantasias,
De galopar com o vento,
Se de noite ou de dia.

De caminhar nas estrelas,
Ou na cauda de um cometa,
As luzes, reacendê-las,
Em cima de uma lambreta.

Tudo isso porque cresceu,
É mico sem ser macaco,
Não percebe que perdeu,
Trancou tudo em um saco.

Quem sabe, lá no futuro,
A vida do nosso João,
Precise de mais ar puro,
E liberdade no coração...

E o tesouro perdido,
Dentro do saco de pano,
Possa ser revivido,
Ainda, por longos anos...
Carlos Mambucaba

CopyRight © Cepedê Sistemas & WebSites - Comércio eletrônico.