Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha







Ilza Maria Saldanha Ribeiro






Cálice Amargo e Cálice Doce

Exclusão não rima com amor.

É um substantivo sem cor,

mesmo assim escurece o coração

de quem guarda rancor.

 

É velha invejosa que acompanha os fracos,

desde a antiguidade,

sejam avançados, ou novos na idade.

 

A inclusão é contrária a exclusão.

É criança contente,

se dá bem com toda gente,

não faz acepção.

 

É como flores no jardim,

exala bom perfume,

desperta amores,

revela cores vivas

como da rosa carmesim.

 

No convívio estão explicitas,

expostas numa mesa, nem sempre à vista:

um cálice amargo e um cálice doce,

um favo de mel, outro sabor de fel.

 

Autora: Ilza Saldanha

 

Fevereiro de 2010

 


Tempo de carregamento:0,04