Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha







Arlete Meggiolaro






Deixe-me te amar

Deixe-me te amar

 

 

Deixe-me te amar

sob o sol dos teus desejos,

sob a relva do teu olhar,

sob a enxurrada do louco amor,

sob o risonho esplendor dos seus sonhos

sob o embevecer da brisa do teu querer.

 

 

Deixe-me te amar

com teus feitos e defeitos,

com tua quietude e plenitude,

com tuas atitudes e virtudes,

nas tuas tristezas e destrezas

na clareza da tua vida

no anoitecer do teu ser.

 

 

Deixe-me te amar

como tu és na totalidade,

na tua intimidade capital.

 

 

Deixe-me te amar

como o medalhão ama o colo,

e com a graça e ferocidade de um felino.

 

 

Deixe-me te amar

tal qual um beija-flor ama um jardim florido.

 

 

Deixe-me te amar...
Tu és e serás,

na mina vida,

para todo o sempre,

o manjar do deuses;

eu derramo sobre ti

a cristalina calda

do meu Resoluto Amor Absoluto.

 

 

© Arlete Meggiolaro

formatado

http://www.orvalhodaalma.com.br/modules/textos/item.php?itemid=261

*


Tempo de carregamento:0,04