Cleber Pacheco






A ARTE DE SÃO FRANCISCO

 Amo os campos e a sombra

do pássaro sobre

a relva e o sol

que faz a sombra.

Amo o sol e o que dele irradia,

seu encontro

com o pássaro, um corpo,

a possibilidade desse encontro.

Amo o pássaro,

o desafio

de ceder ao solo ou ao espaço

o seu atar de sol e solo,

a improbabilidade desse desafio.

Amo o acontecimento

pelo acontecimento em si,

mas maior

é o meu amor pelo Eterno.

 

 

CopyRight © Cepedê Sistemas & WebSites - Comércio eletrônico.