Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha







Renan Luan Ds






Outro Rosto

eu nunca imaginei que pudesse amar desse jeito alguém do mesmo sexo! OUTRO ROSTO Numa cidade pequena vive Peterson um garoto alegre ou melhor que foi muito alegre, mais de um tempo para cá tudo mudou... ele vive com seus pais, Miguel e Liliane os dois sempre se esforçam para fazer o filho ficar alegre, mais há algum tempo eles perceberam que Peterson já não é o mesmo, ele está diferente. os pais decidem perguntar ao filho o motivo dele estar assim, só que o garoto não consegue falar a verdade com medo da reação dos pais! Passam-se 28 dias e Peterson volta a estudar, as aulas recomeçam e ele mesmo não gostando muito de estudar gostou que as aulas voltaram pois assim ele não precisa ficar sendo pressionado pelos pais para que conte o que tanto o faz sofrer. Na Escola Peterson tem uma grande amiga, Laura, que o pergunta a mesma coisa que seus pais vivem perguntando há dias! Mais algo diz a ele que era pra confiar nela, que ele precisava desabafar com alguém, então Peterson revela que é Gay e mesmo não aparentando ele tem certeza disso! Laura diz que não tem preconceito e que tudo vai se resolver. - Mais Laura isso não é normal, Deus não vai me aceitar no céu! -Para com isso Peterson, Deus te ama e isso é uma coisa que você não escolheu! Diz Laura. Peterson ainda acha que seus pais não vão aceitar que ele seja Gay! De noite em casa Peterson se tranca em seu quarto, seus pais batem na porta e percebem que ele a trancou por dentro, eles pedem que ele abra a porta e quando Peterson abre eles percebem que o filho estava chorando, a primeira coisa que Miguel pergunta é o que está acontecendo. - Nada Pai. Responde Peterson Miguel pede a esposa para que ela converse com o filho já que ela tem mais paciência! -O que houve Peterson? não confia na sua mãe? Pergunta ela. Peterson decide falar com a mãe o que está acontecendo. -Mãe eu não sei como falar, mais...eu sou gay mãe, e eu não tenho culpa. Liliane se altera e da um tapa na cara do filho. Peterson corre assustado chorando, ele passa correndo pela sala pedindo ajuda ao Pai que estava sentado pensativo no sofá, Miguel pergunta o que tinha acontecido pra ele ficar assim, logo atrás aparece Liliane que parte para cima do filho gritando que ele é Gay, Miguel fica sem acreditar no que estava ouvindo, não podia ser verdade o que estava acontecendo, o que sua mulher estava falando! Peterson corre para a cozinha, e sem os pais perceberem ele pula a janela e foge! Peterson corre, passa na rua de sua amiga Laura, diz o que aconteceu e pede a ele que o esconda na sua casa por uns dias, ela sem pensar duas vezes manda ele entrar. -Peterson eu estou me sentindo culpada pelo o que aconteceu, eu que de certa forma te aconselhei a abrir o jogo com seus pais! Diz Laura. Peterson diz que não é culpa dela e a abraça. Na casa de Peterson, Liliane percebe que o filho sumiu e se desespera Miguel corre atrás do filho pelas ruas, enquanto a mulher fica em casa ligando para os amigos tentando achar o filho, na esperança dele ter ido para a casa de algum colega. Na casa de Laura o telefone toca Laura atende e fica nervosa quando Liliane pergunta sobre o filho Laura diz que o amigo passou na casa dela nervoso e como ela não podia deixar ele na casa dela por causa dos pais ele foi embora. ( Liliane não sabe que os pais de Laura estão viajando) Liliane fica irritada e diz que Laura deveria ter deixado o filho ficar na casa dela. Laura desliga o telefone na cara da mãe de seu amigo, e Peterson volta a abraçar a amiga. Passam-se 30 dias e Laura diz que não pode mais ajudar o amigo que há dias está escondido na casa dela os pais de Lauram estao voltando para o país e eles veriam o amigo de sua amiga escondido na casa, Laura conseguiu esconder ele ali, por que sua madrinha é cega e ficou fazendo companhia para Laura. Laura tem 18 anos, já sabe se cuidar sozinha mais os pais pediram que ela fizesse companhia a madrinha e Rosana (como se chama a Madrinha) passou esse mês com a garota, claro sem sonhar que tinha um amigo de Laura no quarto o tempo todo. ( Peterson tomava banho apenas quando Rosana dormia) Peterson não tem outra alternativa vai ter que sair da casa da sua amiga e cair na vida, pois a ultima coisa que ele quer é olhar na cara dos pais! Ele então pega suas coisas, abraça Laura e segue em direção a porta. -O que vou fazer meu Deus? O garoto segue em direção ao nada, sem rumo, anoitece quando Peterson com muita fome e sede decide parar para descansar, ele avista uma casa abandonada e entra nela para descansar De madrugada ele acorda com um barulho estanho ele se levanta e com medo de ser alguém perigoso, tenta observar quem é por um buraco na parede daquela casa. Peterson fica nervoso ao perceber que se trata mesmo de alguém, e de repente esse alguém percebe que a porta da casa abandonada está aberta, alguém havia entrado no lugar que ele chamava de lar. ele então decide pegar uma faca que tem no bolso e ir em direção a casa, Peterson vê que um vulto passa em frente a porta - Me ajude meu Deus. Diz Peterson em pensamento. O cara entra na casa e Peterson fica mudo, o cara liga a lâmpada presa a um fio, ele descobre Peterson ali no canto morrendo de medo. Peterson pede para não o machucar, mais o cara vem em sua direção e quando ele se aproxima e parece que vai bater no garoto, ele simplesmente diz: Levanta dai garoto. Peterson levanta e de repente o cara com cara de mal o abraça e diz para ele não se preocupar por que ele não faz mal nem para um inseto. Peterson pergunta o nome dele e ele diz que não se lembra. Pois vive na rua desde os 9 anos e hoje tem mais de 30 Peterson fica triste ao ver o estado daquele pobre homem. o cara diz que gosta de ser chamado de Rafael, por que ele lembra que o cara que morava numa casa grande e que sempre o dava de comer se chamava assim. Peterson pergunta aonde está esse cara, mais Rafael não sabe o que aconteceu com ele. Rafael diz que tem medo dos outros e que só confiava no seu velho amigo que o ajudava. Mais desde que o senhor que o ajudava foi viajar com alguns parentes ele nunca mais voltou. - Você nunca mais voltou naquela casa para saber se ele tinha voltado? Perguntou Peterson. -Não, quando o meu amigo viajou eu tive que roubar os mercados daquele bairro para poder me alimentar e não morrer de fome. Responde Rafael Com o passar do tempo Peterson já confia naquele Homem que sofreu muito nessa vida e decide contar o que fez ele passar a viver na rua. Peterson diz a Rafael que é Gay e que se isso for problema para ele, ele pode procurar outro lugar para ficar e não pretende incomodar mais ele. Mais para a surpresa de Peterson, Rafael também revela que é Gay, e que seus pais Se separaram por causa dele. Peterson pede para que o amigo desabafe com ele. - Sabe, minha mãe me defendeu e meu pai foi totalmente agressivo tanto com ele quanto comigo, ele bateu muito na gente, dias depois eles se separaram. conta Rafael á Peterson. Rafael conta da Morte de seus pais no aniversario dele, Peterson não consegue acreditar no que está ouvindo, o Pai de Rafael aproveitou a data que saberia onde encontrar a mulher e a matou bem na hora da festa de 20 anos do filho e logo depois se matou quando se viu cercado pela consciência e a policia! Peterson abraça Rafael Que revela que sente algo por ele, Peterson fica pensativo depois da declaração do amigo. Rafael pede Peterson em namoro Peterson pensa em aceitar pela pessoa maravilhosa que ele é, e pelo tanto que ajudou ele na hora que precisou, mais Peterson pede tempo para pensar -Não quer né? Pergunta Rafael Peterson decide aceitar e calmamente Rafael chega perto dele e o beija. Com o passar do tempo, Peterson ajuda Rafael no trabalho, os dois catavam papelão, quando Peterson acha um envelope no meio de tanto Lixo. Nesse envelope tinha um boa quantia em dinheiro como ele poderia ter tido tanta sorte? Peterson conta para Rafael e ele pede a Peterson que fossem para casa decidir o que fazer com esse envelope cheio de dinheiro. Peterson pede a Rafael para que ele o deixe usar parte desse dinheiro para comprar roupas e material escolar para que ele termine o colegial e arrume um trabalho para poder ajudar a reformar a casa abandonada. Rafael fica super de acordo com os planos do namorado. o tempo passa e chega o dia de Peterson voltar a escola, ele queria encontrar a amiga Laura lá mais ela tinha terminado no ano passado, mais ele já fez dois amigos no primeiro dia de aula, só que ele não queria dizer aonde morava ainda, não antes de reformar aquela casa! Em casa Peterson conta a Rafael que se emocionou muito ao voltar naquela escola, e que há 2 ruas de lá fica a casa dos seus pais que ele não vê ha meses O tempo foi passando e Peterson já estava quase concluindo o ensino médio, ele havia feito amizade com Barbara e José. José era gay e se sentia atraido pelo amigo mais Peterson deixou claro que tem namorado e que não pensa em largar quem tanto o ajudou. Chega o dia da formatura, Peterson compra uma roupa para Rafael ir acompanhar ele. No Salão José observa o namorado do amigo, e pensa em acabar com esse relacionamento de qualquer jeito já que foi desprezado por causa dele. Enquanto Peterson cumprimenta os professores de tantos anos, José conversa com Rafael. -Você é fiel ao Peterson? Pergunta José diretamente á Rafael - Que pergunta cara, logico que sou! responde Rafael José diz que Rafael é muito bonito, e que caso ele queira ter uma noite de prazer era só ligar para ele. Rafael fala que não pretende ligar, e que era para José não continuar com esses assuntos. Rafael vai atrás de Peterson quando esbarra em um garçom e acaba derrubando a bandeja no chão, o garçom leva Esporro do diretor e acaba não gostando, de repente aparece Peterson e fica em choque ao se deparar com seu pai ali caído no chão limpando a sujeira o que é isso? por que você tá trabalhando como garçom? pergunta Peterson ao pai. -Não quero falar com você Peterson. Responde Miguel. -Vocês se conhecem? Pergunta Rafael -É meu pai! Responde Peterson Rafael fica sem reação e pede perdão á Miguel que nem olha na cara do Rapaz pois já desconfia que é um namoradinho do filho. Miguel vai indo em direção a Porta quando Peterson vai atrás dele perguntando: Pai onde está minha mãe? como ela está? Miguel para, olha para o filho e diz: Pergunta lá no cemitério como ela está!

Tempo de carregamento:0,03