Kairon Pereira de Araujo Sousa






Status adulto: a falsa ideia de superioridade

Em nossa sociedade contemporânea marcada por vários preconceitos, ser adulto é como está no topo da pirâmide, é tornar-se superior, forte e independente. Essa falsa ideia, que inconscientemente é repassada no cotidiano, afeta outra fase: infantil.

As crianças acabam sendo vítimas dessa ideologia do adulto, a qual é colocada como uma fase superior. Quantas vezes você não ouviu frases como: “Você não pode fazer isso”. “Não é coisa de criança”. Vemos crianças imitando comportamentos adultos. Por exemplo: meninas utilizando acessórios de mulheres (adultas), vestindo e falando como elas.
Essa busca pelo status adulto compromete a etapa de crescimento dessas crianças, que veem o mundo infantil, como totalmente dependente, sem privilégios, e anseiam, precocemente, tornarem-se um adulto, pois, somente assim, poderão assumir sua autonomia e independência, podendo ter suas opiniões levadas a sério. Mas, queimar uma etapa tão importante na vida do indivíduo, como essa, pode provocar sérios problemas futuros.

Desmistificar essa ideia de superioridade e repensar a importância de se respeitar cada fase da vida do ser humano, parece ser uma das alternativas para termos pessoas saudáveis e equilibradas psicologicamente.
 

CopyRight © Cepedê Sistemas & WebSites - Comércio eletrônico.