Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha







Luiz Donizetti Chaves dos Santos






Jamais outra vez haverei de te amar

Tirei da cabeceira da minha cama a sua fotografia,
Que nas noites comigo adormecia.

Jamais outra vez haverei de te amar!

Se antes te amei, agora sinto no peito a dor de te odiar.

De desejos e ilusões encheu os meus pensamentos,
E os deixou cair em esquecimento.

Agora as lembranças desse amor amargam o meu coração.

Quero esquecê-la, mas o ódio faz-me lembrar de ti.

E me volta em pensamentos aquela que foi minha triste ilusão.

Fingia ter alegria no ódio recordando o amor que perdi.

Pus-me então a chorar sorrindo na dor de minha solidão.

Entre lágrimas recoloquei sua fotografia na cabeceira.

Só fiz adorá-la, ver aquela face linda de mulher faceira.

Com um sorriso nos lábios parecia pedir-me perdão.

No esquecimento do ódio eu sorri.

Tomei a fotografia nos braços e adormeci.
 
21.09.96


Tempo de carregamento:0,04