Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha







Elisabeth Silva de Almeida Amorim






MAINHA! TÔ DE FÉRIAS!

     Tábata era a secretária do advogado Antony Rey. E desde quando começara a trabalhar naquele escritório exercia uma paixão secreta pelo seu chefe. Depois de algumas tentativas de aproximação sem grandes êxitos, deu uma pausa para não tornar-se inconveniente. Mas, seguia todos os passos de Dr. Rey, entristecia quando precisava enviar flores para algumas clientes especiais, disfarçava e seguia a sua vida.
     Essa paixão já se arrastava  para o terceiro ano. Aproximava as suas férias e por coincidência dessa vez, não precisava treinar uma substituta porque Dr. Rey também iria tirar as férias no mesmo período. Já conhecia todo o intinerário do chefe, pois foi ela quem providenciou a reserva do hotel fazenda por duas semanas. Ficara mais deprimida ainda, pois sabia que ele não iria sozinho, mesmo sem ter nenhuma pista de quem seria a acompanhante dele dessa vez. Tábata fecha todas as gavetas, fica adiando a saída, no fundo sabia que estava  a espera que Dr. Rey surgisse de supetão no escritório e a convidasse para  as duas semanas de férias no hotel reservado. Boba. Naquele momento, ele deveria já está há quilômetros de distância.
     Tábata, levanta a cabeça e resolve sair  de vez do escritório, pois de nada adiantaria ficar a espera de um sonho impossível de se realizar. Já estava com as malas prontas no carro, rumo a casa dos pais que moravam no interior da Bahia, pega a estrada.
     Por  questão de segundos não vê o carro do chefe estacionando em frente do escritório, e um homem totalmente informal entrar  sorridente e às pressas no escritório...
     Na tranqüilidade da cidade de interior, Tábata chega ao escurecer e resolve não pensar em nada que lembre do chefe e do escritório. E  a primeira decisão é não abrir e-mails, desligar o celular enfim, isolar-se para curar aquela paixão que não levaria a lugar nenhum. E nem bem chega, sua mãe fala:
     _ Já estava preocupada, pois recebi umas dez ligações do escritório do Dr. Rey...O  que  você aprontou que ele não pára de ligar para cá?
     Tábata sorri com os exageros de sua mãe, era a sua forma de dizer que estava com medo de suas férias serem canceladas. E entre os abraços e beijos, o telefone novamente toca.
     E sua mãe agitada, diz:
     _ Tábata, se for ele de novo o que digo?
     Tábata por saber que o “ele” jamais ligaria para ela, pois estava nos braços de alguma mulher bonita no hotel reservado, já saindo da sala responde:
      _ MAINHA! TÔ DE FÉRIAS!
      E Dr. Rey ao ouvi-la, desliga sem falar nenhuma palavra e foi contar os dias para terminar as férias para rever o seu amor.

_________________________________________

      Obrigada pelas leituras, sugestões, críticas e um 2014 de  mais produções literárias, saúde e paz!


Tempo de carregamento:1,81