Francisco Antonio Pereira da Silva






Borboletas


Veja as belas
Voando nas janelas
Sobre os jardins floridas
Sentando de galko em galho
Que trabalho
Para deixar todos coloridos

São de muitas cores
Como flores
Voam sem parar
Nas aragens aladas
Tão engraçadas
Flutuano no ar

E quando assim eu vejo
Com tanto desejo
Beijando a flor
Com ardor
Parece que és uma rosa
Vaidosa.

CopyRight © Cepedê Sistemas & WebSites - Comércio eletrônico.