Hugo Arcanjo Araujo de Oliveira






Imaginação.

Sozinho, sem ter aonde ir,
Nostálgico e entorpecido,
Sem saber se reagir,
Aumentando a noção do perigo.
 
A imaginação excede os meus inúmeros desejos,
Essa reação me dá o gosto do que parece ser perfeito,
O que é real não anda me fazendo feliz,
Só penso em um lugar que seja longe daqui.
 
Faz-me encenar, criar o inesperado,
Faz-me sonhar e sonhar dormindo e acordado,
Forja a realidade, faz-me ser dono do que não é meu,
E no fim sentir a saudade do que nunca me aconteceu.
 
Não sei o que fiz pra ter que aturar,
Imaginar não é tudo, mas é o que posso fazer,
A verdade da dor não é ter de agüentar,
E sim, não sentir ou deixar acontecer.

(Hugo Arcanjo Oliveira)





CopyRight © Cepedê Sistemas & WebSites - Comércio eletrônico.