Viator de Campos






A princesa fada e o sapo chioxara e o cachorrinho-negrês

Era outra a vez!
Maria, a menina Clara,
e o sapo principez,
tinha por nome chioxara
e um cachorro negrês.

Clara, a menina Maria,
do sapo, e o cachorro se ria.
Afinal, como sê podia,
os três, um dia?

Sabida é a vida,
_Anunciação: da volta e da ida!
E a saudade e a esperança,
senão uma só criança?

Clara Maria, 
como se sabe é,
Maria Clara,
sabe se; como é?

A esperança da saudade
no sapo, do cachorrinho...
É saudade da esperança a 
saudança do sapinho?

___________________________________________________
e a pichuca, de pinduca, e 
pururuca, pensava...
poder pintar pintura, e
pintava-a, a puca...
e as pipocava, na cuca...

pipocucava... eee... ooo...
___________________________________________________

chioxara: arre! lembrava!
ah jujuba amada!
anos completava!
comun: conto?! uma fada!?

Clara era a Maria Fada!
Outra, a vez. Era que a 
Fada Maria Clareava!
A menina em cantada

- à Vida- chioxara co-achava;
e cachorrinho negrês
que já latino falava;
falava in latinês:
_ E o finda estória?

Era uma vez.

CopyRight © Cepedê Sistemas & WebSites - Comércio eletrônico.