Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha







Erix Oliver






Animais malditos parte 1: O grito da gata negra!

 Era uma vez três amigos, Edu, Eric e Janet. Moravam em uma cidade pequena, e seus pais eram os homens mais importantes dali. Porém, não ligavam para isso. O que eles gostavam mesmo era de brincar na fazenda do pai de Edu, o prefeito da cidade. Pescar, andar a cavalo, isso sim era vida. Nos meios de semanas brincavam na rua, sempre juntos.

 Existia, pois, na esquina da rua em que Eric morava, uma casa, abandonada a muito tempo. Nunca for invadida, e estava bem preservada. Desde que seu velho dono morreu, passando a casa para o nome de seu filho, que nunca veio nem par ver a sua herança, não se ouvia nada de lá dentro. Nem deveria ouvir, claro.

 Um dia, os três amigos estavam brincando de detetives. Janet era a assassina, Eric era vítima e Edu o detetive. Depois que Jaanet "matou" Eric, procurou um local para esconder o "corpo". Sabia muito bem que Edu conhecia aquele lugar tão bem quando seu pai. Não tinha lugar para esconder o corpo. A não ser ela, a casa da esquina! 

-Droga! Onde diabos Janet está? E o Eric? Já esta ficando tarde!

 Edu estava preocupado. Já se passaram mais de três horas e ninguém apareceu. Ele procurou em todos os lugares. Parou numa esquina, e, olhando para a frente, ficou pálido. Tinha medo sóde pensar que ela esivesse ali. Desde pequeo ele sentira muito medo daquela casa, e ali era o último lugar em que ele queria entrar. Mas, pensando em seus amigos, decidiu entrar. Não bastou abrir o grande portão de ferro e escutou o  grito. Depois, outro grito!

-Janet! Eric! Droga! Por que foram se esconder aí?!

 Edu correu para dentro, e, ao entrar, deu de cara com uma banheira de sangue à sua frente. Ficou parado por um tempo,.

-M-mas o quê é isso?! Será que a Janet matou o Eric de verdade? Não, não foi isso! Ai, meu Deus!

 Edu escutou outro grito. Estava tão assustado que suas calsas esfriaram. Andou, devagar, até a escada. Deu uma olhada para cima e começou a subir.

-Deus do céu! Mais sangue!

-Socorro!

-Janet! Droga! Tenho que correr!

 Ele subiu as escadas, mais rapidamente agora. Quando chegou ao segundo andar, não viu nada, ao subir ao terçeiro, nada. Ao subir ao quarto, viu uma porta entreaberta. Tomado de medo, ficou parado, até que escutou um susurro lá de dentro. quando entrou, lá estava, Janet, Eric, e, junto aos dois, uma gata negra, tendo seus filhotes.

 Ela estava com a pata machucada, e se não fosse por Janet e Eric, ela não teria conseguido parir. Quando sairam da casa, vários carros da policia estavam lá. Contaram a história, e cada um foi para sua casa. Edu levou a gata e os filhotes para casa, para que o pai pudesse levá-los à fazenda. Assim foi feito.

 Pensando fazer uma boa coisa, deram um lar àquela gata e seus filhotes. Já tinham combinado se encontrar na fazenda dali a dez dias, se encontrar com a gata e os filhotes. Porém, eles nem sequer imaginavam o terror que estava para acontecer...

Continua!
Leiam também: "O homem que inventou o suicídio!"
http://protexto.com.br/texto.php?cod_texto=2804


Erix Borges



Tempo de carregamento:0,01