Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha







Edson Lopes de Oliveira






DOIS AMORES

Desculpa amor
A chuva não passa
Mas eu preciso ir embora
Pois se não chego em casa agora
Bem, pode se zangar,
Se zangar...
Tenho dois amores
Estou numa grande roubada
De Bem eu não pego o beco
De Amor não saio da estrada
Uma me diz: Meu bem
A outra me chama: Amor
O quê que eu posso fazer
Se o coração bobo
Pelas duas se apaixonou?
Esse dilema,
Já está me deixando pirado
Às vezes quero agradar
Mas tudo dá errado
Comprei um vestido pra Bem
Mas com o numero trocado
O sapato que dei pra Amor
Ficou muito apertado
Isso sem falar no pavor
 Quando  tô com  Bem
E a chamo de Amor
Mas um dia jogo na mesa
Essa grande confusão
E pra duas eu digo:
 Hoje tudo é real 
Nada mais é ficção
Homem casa com homem
Mulher fica com sapatão
Por que eu não posso
Ter as duas no meu coração?
Desculpa amor
A chuva não passa
Mas eu preciso ir embora
Pois se não chego em casa agora
Bem, pode se zangar,
Se zangar...
E não vamos dar ouvidos
A opinião de seu ninguém
Vamos juntar nossos trapos
E formar nosso míni harém 
Pois pras duas eu garanto
Eu só vou fazer o bem.
Diz aí: Desculpa amor...

Tempo de carregamento:0,04