Cleso Firmino






O TEMPO


O tempo passou,
passou tão depressa
que ainda penso  que
estou no mesmo lugar.

Acreditaria nesse
pensamento se o peso
dos anos, trazido pelo
próprio tempo, não
arquejasse
  meus
ombros.

Se as rugas,
o cansaço, o desânimo
não tivessem tomado
conta do meu rosto juvenil.

Se o reflexo no espelho
não denunciasse onde
estou agora, se não
fosse isso, eu
acreditava piamente
estar ainda naquele
tempo.

Pois as lembranças são
nítidas, mas o tempo é
como uma nuvem que
há pouco estava aqui,
mas já não está mais.

                       Cleso Firmino

CopyRight © Cepedê Sistemas & WebSites - Comércio eletrônico.