Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha







Edinaldo Garcia






Os Jogos Pedagógicos e a Sala de Aula

Breve texto:

 


 
       Os jogos sempre fizeram parte da vida do ser humano. Desde a antiguidade as sociedades sempre idolatraram seus “heróis”, atletas que conquistavam o respeito pelas suas habilidades nos desportos. O apogeu dos jogos se deu na Grécia antiga que foi o grande berço dos jogos olímpicos. Mas, que contribuições eles podem nos dar para o processo pedagógico? Quais são seus benefícios no desenvolvimento da criança? Indagações essas já feitas e teorizadas por pensadores como: Platão, Montaigne, Froebel, Comênius, Piaget e Vygotksy e tantos outros que, de alguma forma defendiam as atividades lúdicas na educação.
        Piaget concluiu que, na educação das crianças exige que se forneça um material adequado, a fim de que, jogando cheguem a assimilar as realidades intelectuais que, sem isso permanecem exteriores à inteligência infantil. Para ele, os jogos variam e tornam mais significativos na medida em que a criança se desenvolve.
        Os jogos pedagógicos, assim como todos os esportes, de uma maneira geral, são importantes ferramentas para o desenvolvimento e socialização da criança. E na arte do “brincar” que podem ampliar as habilidades motoras, sociais, afetivas e intelectuais. Os jogos exigem da criança uma busca de conhecimento, esforço, questionamento, raciocínio e trabalho em grupo. Também podem levar ao maior interesse pela sala de aula.
       Jogos e brincadeiras não podem substituir totalmente as práticas educativas, mas podem e devem ser um aliado do professor no processo de ensino, a fim de trazer de volta o interesse dos alunos pela sala de aula e contribuir para o aprendizado.  

Tempo de carregamento:0,04