Edinaldo Garcia






Dia Cinzento



 
Quem sabe o que acontece lá fora?
Talvez se os sonhos voltassem
Poderiam reverter as amarguras
E trazer os queridos de volta.
 
Simples frases soltas
Gestos ineficientes
E lembranças curtas
Que vagam em um oceano de incertezas.
 
Hoje a estrada leva embora
Quem um dia ela mesma nos presenteou.
Com sorrisos e atitudes simples
Ficamos a mercê de seus doces encantos.
 
Por que se vai?
Sei que escolhas não fazem parte deste momento
E que seus belos olhos castanho-enegrecidos
Também sentem o peso do recomeço.
 
Resta-nos sorrir do tempo vivido
Resta-nos guardar os bons momentos
Porque o que se deve ficar conosco
São as boas marcas que as pessoas queridas deixam em nossos corações.

CopyRight © Cepedê Sistemas & WebSites - Comércio eletrônico.