Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha







Amarilia Teixeira Couto






Me veio assim...

96154: Me veio assim... Amaríliacouto - AMARILIA TEIXEIRA COUTO
Me veio assim...




O frescor da primavera
Me chegou hoje pela manhã
Me veio com a doçura esperada
Depois dos dias esquisitos de agosto
Depois de algumas rusgas
Em tom de ventos fortes e calorões

Como é de praxe
as coisas amenas
belas
ternas
E eternas
acontecem
Assim ao acaso

Me veio farfalhando
Sua asas de borboleta
Me sussurrando aos ouvidos
De forma um pouco atrevida:
Sofre por amor, não!
Amor é dádiva,esqueceste?
Ele chega pra ficar
E tirar do coração as peias
Pra te despertar
No sangue as veias
E te fazer sonhar
Sem ser tola.

Ele se foi?
Faz de tua saudade
Um prato saboroso
Escolha os sabores
As texturas
As especiarias
Mas não te olvides
que o melhor está em ti

Tuas amarras já se romperam
Não te lembras?
Tua leveza te conduzirá
A outro porto
Certamente
E de novo
Sentirás o canto da cotovia
Que    somente quem ama
pode ouvir
E
Entenderás então
Que o amor que habita
O teu coração
É    teu guardião
Definitivo
É o teu antídoto da solidão

Ah essa conexão com a natureza
Que me faz ver e ouvir
O interdito
O invisível
E que me traz de volta
A minha paz
Quando as lágrimas
Já queriam
Explodir em estrelas no meu rosto

Mas é primavera
E o meu sorriso
Voltou pra ficar



Publicado no site: O Melhor da Web em 25/09/2012
Código do Texto: 96154
 

Tempo de carregamento:0,05