Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha







Renata Pereira do Nascimento






Eterno Dilema da Palavra

Porque se eu dissesse tudo o que concebo neste meu mundo tão pouco letrado,
Eu padeceria de dois males certeiros: Solidão e Frustração...
Solidão pela verdade que a maioria não suporta ouvir... 
Frustração pelas palavras soltas que nem sempre voltam para o mesmo lugar, 
Com a mesma vírgula e tão pouco na mesma frase.

Porque eu sou assim... Apaixonada pela Palavra
Lida, Escrita, Sinalizada, Cantada..
Condição que me eterniza um dilema
Escrever ou Ler?
Emocionar ou emocionar-me?

Nunca sei ao certo minha real intensão ao escrever / ler
Se escrevo, logo procuro saber como outros, contemporâneos a mim ou não, falam do assunto
Se leio, automaticamente, meus dedos querem transcrever tudo o que foi capaz de decodificar, interpretar e, finalmente, agregar

Então sigo escrevendo
Às vezes dizendo
Sempre lendo
Porque eu poderia de tudo falar
Mas, eu prefiro fazer tudo constar

Tempo de carregamento:0,04