Renata Pereira do Nascimento






Eterno Dilema da Palavra

Porque se eu dissesse tudo o que concebo neste meu mundo tão pouco letrado,
Eu padeceria de dois males certeiros: Solidão e Frustração...
Solidão pela verdade que a maioria não suporta ouvir... 
Frustração pelas palavras soltas que nem sempre voltam para o mesmo lugar, 
Com a mesma vírgula e tão pouco na mesma frase.

Porque eu sou assim... Apaixonada pela Palavra
Lida, Escrita, Sinalizada, Cantada..
Condição que me eterniza um dilema
Escrever ou Ler?
Emocionar ou emocionar-me?

Nunca sei ao certo minha real intensão ao escrever / ler
Se escrevo, logo procuro saber como outros, contemporâneos a mim ou não, falam do assunto
Se leio, automaticamente, meus dedos querem transcrever tudo o que foi capaz de decodificar, interpretar e, finalmente, agregar

Então sigo escrevendo
Às vezes dizendo
Sempre lendo
Porque eu poderia de tudo falar
Mas, eu prefiro fazer tudo constar

CopyRight © Cepedê Sistemas & WebSites - Comércio eletrônico.