Bruno Danilo Brito dos Santos






O Mal e a Cura

 As pernas tremem.
O coração acelera.
Os olhos falam.
O corpo reage.
Como disfarçar o óbvio?
Como explicar o que não se explica?
Como entender o mistério?
Assim é o amor.
Indisfarçável, inexplicável, intransponível.
Como surge?
Por que nos escolhe?
Perguntas idiotas...
Como o amor.
Aparece nos momentos de vulnerabilidade.
Alastra-se como um vírus.
Invade o subconsciente.
Ao primeiro contato, causa dependência.
Como uma droga potente.
E então torna-se parte da sua vida, da sua rotina.
Você precisa dele pra sobreviver.
E é claro, do ser amado.
A causa de todo esse processo.
O grande culpado.
A cura.
O antídoto que interrompe as reações adversas.
Trazendo paz,
Tranquilidade,
Prazer.
E a sensação de que se é a pessoa mais feliz do mundo.
Então vem o entendimento.
Se temos o mal e a cura,
Então temos tudo.
Pra quê tantas perguntas?
O amor não se questiona.
Se vive.
 
 

CopyRight © Cepedê Sistemas & WebSites - Comércio eletrônico.