Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha







Rodrigo Torres Carvalho






Reflexões pelo caminho! A vida em sua transformação!

 Toda reclamação é uma afronta ao controle,
O desejo das pessoas é viver confortavelmente,
No cemitério há quase isso,
 
Não acertam e adiam o poema mais profundo e sensível de suas jornadas,
 
Mostrem-me os sábios desta geração,
Qual o motivo de viver tão apressadamente?
A ideia superou o idealizador,
A roupa alterou a presença de espírito,
 
O dinheiro é o senhor de muitas almas,
Suas vidas não sentem seus pés no chão,
A brisa pode tocá-los, contudo não os alertam,
 
Que a vida tem suas demandas,
O tempo parece amigo,
Mas sem Amor não tendes tesouro,
E o que tendes não o levará consigo.
 
 
 
 
                                           A vida
 
 
 
 
 
Muitos tornam esta vida absoluta,
Como se fosse deitada no ouro da eternidade,
Outros a supervalorizam,
Dando-lhe o ato do rei, o beneplácito,
 
A vida é envolvida em vários caminhos,
Muitos se perderam sem achar o seu destino,
Não é vencida tão fácil, nem tão interessante como é apregoada,
 
A verdade e a vida se interceptam num ponto,
No centro de onde emanam as saídas maravilhosas da intenção,
Algumas poucas almas tiveram a sorte desejada,
 
Ter a direção e os caminhos aplainados,
Entraram pelo Amor e saíram para Deus.
 
              
                                  Concebendo a Vida
 
 
Respondendo aos mais questionadores, digo não,
A facilidade com que se diz não está unida ao desejo,
E o desejo é vida, porém não é tudo,
 
Não gosto de viver satisfatoriamente,
A ideia dos outros está errada,
Se não estiver errada, digo que simplesmente não quero,
 
A vida é DEUS e sem ELE não há nada,
Perda de tempo e de tudo, que a vaidade rouba do que vive,
Não há nada interessante de verdade,
Poucas são as ideias úteis e perenes,
 
Os questionadores não sabem muita coisa,
Não sabem dizer não!
Aprendem o alfabeto, mas não escreve,
 
A vida te dá uma rasteira,
Todos querem o ideal maior,
Muitos não sabem nem o que querem,
 
A luz é para todos,
Poucos, porém a percebem,
Possuí-la então, muito menos,
Quem quer seguir o Amor?
 
Se deixares se envolver pelas distrações da ideologia,
Nunca te conhecerás por inteiro, achas mesmo que te realizarás?

Tempo de carregamento:0,01