Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha







Vinnie Anisio






Introspecção da minha mente

A Mentira

A pessoa tenta fingir esquecer o que é permanente na mente de um celebro que pensa mais não faz acontecer; Menti pra camuflar seus hábitos; Menti pra não ter que assumir seus atos. Inconscientemente e inevitavelmente? Não importa, deixam fluir; ninguém quer ser jurídica de seus atos, se entregam á camuflagem da mentira se protegem de falsos conceitos á ironia.
O asserto que me refiro sobre a mentira é a aceitação dela pra si, como norma pra não afetara seus hábitos traços e não ter que ver da sua face cair a mascara da falsidade e ter que assumir as calúnias feitas; chora se for necessário pra álibi, pois todos vivem de aparência é fato, sendo que a falsidade também é a mentira, mais a mentira não existiria sem a verdade; porque a verdade é a própria mentira.
     Mais a mentira é fraca e suja; como a força que se mede e o cheiro que se diferencia. A verdade nunca ira ser esquecida, pois é o confronto de nossas vidas e a mentira apenas tem participação na interferência da realidade, aceitando mesmo dessa forma, viver em constante transtorno.
Quero passar pro senhor leitor, que se a inveja é cegueira de uma mente desocupada e incapacitada de solicitar-se a resolver seus próprios problemas, colocando em mente á indiferença que tem; que indiferença? Por uma justa causa não revelada demostra á inveja, mais a inveja são um engano facial e psicológico, não tem justa causa é a mentira lembra?... Querendo ou não, o que é ausente é o que mais causa dano e o que se aparenta demais é o mínimo a se preocupar.
Mais não só a mentira mais como á verdade são ausentes, então não podemos “afirmar” o que é mentira e o que é verdade, pois a verdade que sabemos é a mentira que escondemos pra não disser a verdade, mais sim “diferenciar”.
Uma mente em tribulação, mesmo por um instante sofre afeto psique, assim acredito, que a pessoa ao acreditar na mentira que se opõe a dizer e acreditar cria a verdade de si mesmo, tendo em mente uma total fraude de confiança, a verdade é a mentira espetacular onde se camufla como a absoluta sendo a menos utilizada e mais devastadora; A verdade e a mentira assim como a vida e a morte, uma precisa da outra para existir, então a verdade absoluta é a mentira perfeita; o mundo é uma mentira, onde em busca da verdade encontramos mais descobertas afetivas da impostura da vida, fomos condenados á lorota eterna deste mundo.
                                                                          (Vinnie Anisio)


--------=---------

Mundo

O mundo ignora insignificantes devolutos,
Que não mudam, não mostram melhorias futuras,
Ou não? Talvez obtenha a clareza em mente,
Mais na memoria de um hostil não importa.
Formo meu hoste de neurônios intelectuais,
Que não fala, faz e obtém melhorias próprias.
Isso faz que não necessite de milagres Ilusórios.
Vindo da força de todo sofrimento pesaroso
Não, não me suponho como uma vitima,
Porque todo conhecimento tem valentia;
O trono do mundo não é meu e nunca será,
Mais continuarei deixar rastros, porque não deixar?

                                                         ( Vinnie Anisio )


--------=---------

Introspecção

   Referente aos fatos descobertos em meus pensamentos ocultos faz que a superfície do meu inconsciente desfrute de métodos originais e únicos; o sonho que se sonha, ideias que surgem, pensamentos de uma sabedoria adormecida, não ativa, necessitando do consciente para desfrutar o mecanismo perfeito para uma criação renovadora de minha mente, também para se preocupa e tenta resolver insolúveis métodos do dia cotidiano, deixando mínimos problemas de lado praticamente esquecendo-as, doando inevitavelmente ao inconsciente, que guarda e aguarda as decisões conscientemente perante as realizações futuras e ser relembrada mesmo que sejam apenas para obter melhorias póstumas.
     A grandeza que me refiro ao consciente que devera estar ativo na mesma hora que ocorre o pensamento inconsciente. Fato como a consciência perfeita descreve claramente as lembranças e sonhos, sejam bons ou perturbadores; a meta que é dada e não seguida, é o medo à paixão perdida estendida em um sonho onde inocentemente desfruta uma amarga lembrança e sonhos ainda não realizados, guardados.
     O consciente que age e manipula uma realidade, onde os sonhos do inconsciente devido a uma criação ainda não feita, esperando brilhar, introspecção de minha mente, também são convidados à minha realidade.
                                                                       (Vinnie Anisio)


--------=---------

Melancolia

O coração que sente os olhos que choram,
A habilitação da vida foi suspendida e fichada,
O vento que sobrava a esperança ainda não vinda,
Fazia o tempo trazer tristes lembranças.

O lagrima que cai, lavando uma face triste,
Confiança de criança não á mais,
O tempo passou, minutos gastos foram cobrados,
A revolta de uma alma presa à depressão.

Fé, sim... Fé em ti e no teu Deus,
Confiar e contar com quem? Não á ninguém
A vida faz você construir um castelo,
E ser derrubado pelo vento do destino.

O sol que brilhava em alegres dias,
Hoje já não á vejo, a insônia predomina;
O pensamento que me ocupa, me ensina
E esse ensino não passa de vazio.

 A lua que iluminava as noites mais perfeitas,
Continua a iluminar, mais não ilumina como antes,
Pois quando a lua vem com a luz da alegria,
Com ela vem junto á escuridão da melancolia.
                                                              (Vinnie Anisio)

-------=-------

Meu cão

Partiu-se sem se despedir; saudades,
O animal que me ensinou por gestos, amor,
 Cachorra viscosa; Ó amada como era,
Dava-me o tempo todo, pra estar com ela.

Choro! Quando lembro... Saudades ficam,
O porquê eu busquei, sofri e inconsolável fiquei,
Sonhava com sua volta, com a sua vinda,
Mais não passava de uma alegre lembrança.

Triste o homem, que ignora a aliança protetora,
Lembro como ela era, pequena, mais como touro.
Pirracenta, corria muito; feliz era do meu lado,
Mais mesmo não estando aqui à ligação é anexa.

- Não, não terei nenhum outro animal.
Não por ignorância, a ligação não é igual.
Maçante é o elemento quando diz a mim:
- É apenas um cachorro.

Pra que Fremir, escárnio és teu espírito,
Ignoro tua fala ó homem desnaturado,
Trêmulo tua mente deixando o ar em silencio,
Direcionando-o com o olhar demasiado.

A morte vem sem avisar, fatalmente relativa,
Não dá prazo da partida; sem se despedir,
Sofri menos, sem ter visto a sua morte,
Pois o sonho ia ser um tormento de aflição.

A justificação de sua morte, não é necessária,
Escrevo, para liberta-a pra seguir adiante,
Viveras em meu coração e ele ainda bate,
Cada batida é a sensação do soco da saudade.
 
Pra viver a vida, tem que aceitar a morte,
A morte faz parte da vida inevitavelmente,
Mais se a morte é a libertação do sofrimento,
Então que a morte a proteja á todo tempo.

Tamanho de um sapato social ela era,
Obcecada por mim, de onde veio tanta confiança?
Age feito uma criança, em busca de proteção.
Poucos anos viveu comigo e ainda estar no coração.

Será que o destino que fez submeter esse fato,
Para que me servisse de lição por certos atos?
Impedindo-me de errar de forma seriedade,
E perder algo de valor pra ter responsabilidade.

Lembro momentos bons; valiosa é a mente,
Recordo escrevendo palavras conscientemente,
Adeus minha amada, meu tesouro de valor único,
Adeus Riana te liberto á lorota deste mundo.
                                                              (Vinnie Anisio)


--------=-------

Irmão

Rótulo das lembranças que comigo ficaram;
Magoas restantes que o destino premiou-me,
Triste é rastejar sem necessidade,
Triste é saber que tudo é saudade.

Me diz quem não necessita do ombro amigo?
Pra manter seu sigilo, suas reminiscências
Recordar de fatos antepassados,
E ser superior a novos problemas.
Petulância no padrão, irmãos pensadores,
Aliança leal de um coração sempre unido,
Glória ao futuro ainda não vindo
Glória ao presente ainda vivido.

Respeito ele tem longe de problemas reles,
A morte é a comedia pra quem graceja ela,
 Questione os problemas sem maliciar,
O publico só cala á quem sabe falar.

A vida continua e muitas lembranças á de vir,
Os momentos vão passando até chegar o fim.
Recordo-me dos momentos contigo,
Aguardo os momentos não vindos.

Olha tu homem seguro, de que? O que tem?
Festeja á alegria de ser só; precisa de ninguém;
Não lutes contra o seu herói protetor,
Não declare guerra contra seu defensor.

O vento sopra à blasfêmia em meus ouvidos,
E o cheiro do perfume que se sente ao ar,
Intrépido dos conselhos ouvidos,
E recordo dos constantes perigos.

Vivo e sigo em frente, como meu irmão;
O pleno da riqueza é pacato da afeição.
Eu sigo e tu segue; vou e tu vai,
Um drinque promete; brinde a paz.

A advertência que me omito é pra convalescer,
O valor que me transfiro é o gosto de viver,
Sinto-me o atributo da afeição
Que vem do meu imutável irmão.
                                                     (Vinnie Anisio)







Tempo de carregamento:0,08