Luma Aiub






Boemia Contemporânea

Mil vezes aquela ba(da)lada.
Aquelas luzes.
Aquele som,
Aquele sim,
Após a indecisão.
Mil vezes, a paixão.
A devoção de estar na madrugada,
Livre pra tudo,
Sem hora pra nada,
Até o belo sol despontar,
E a lua, me desapontar,
É hora de deitar.

CopyRight © Cepedê Sistemas & WebSites - Comércio eletrônico.