Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha







Abraão Leite Sampaio.






Cordilheira dos Andes... Jardim de Deus.

 Abraão Leite Sampaio
Governador Valadares / MG
 

Cordilheira dos Andes... Jardim de Deus


Sua magnificência a “Cordilheira”
Silencio paz e harmonia do alvorecer ao anoitecer. 
Como uma lamina transparente... resplandece o Titicaca
lago sem a costumeira poluição... onde o homem põe a mão.

Imponente e rica paisagem,
ao sopé de sua exuberância
às lhamas oferecem uma vasta pastagem.

Rochas vulcânicas que embelezam o Pacifico,
enquanto a nossa “Atlântica” rutila com seus verdes
o anilado do Atlântico... vizinho do outro lado.

Picos relevantes, como agulhas penetrantes
ao céu querem tocar
mostrando candura deste gigante.

Belo e Majestoso “Amazonas”, dali inicia seu deslizar
até ao “Atlântico"... onde sua rica e adocicada agua
em salgada irá se tornar.

Nuvens a rodeá-la,
buscando forma geométrica... no almejo de imita-la.

Combinações adequadas: rochas amarronzadas,
com manto esbranquiçado e o verde escuro das plantas...
em duro torrão enraizadas.

Aconcágua, teto das Américas... guardião de pedra...
a este todos continência batem, em respeito à imponência.
Sentinela que nunca adormece, para vigiar a mais “ Bela ”.

Riqueza latina, assim é a “Andina”...
que ao mundo fascina.

                                                         Abraão Leite Sampaio.

Poema editado no Livro " Antologia de Poetas Brasileiros Contemporâneos"
Volume 85   

 


Tempo de carregamento:0,03