Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha







Luiz C. Lessa Alves






SONHO E DESILUSÃO

SONHO E DESILUSÃO
 
“Assim qu’eu puder vou mimbora pras terras do Sul!
“Dizem que por lá as casas não são de varas, terra e barro;
“São todas feitas com ferro, pedra e cimento: concreto armado!
“Não há sombra de oitão, não tem quintal nem terreiro!
“Acolá as ruas são diferentes;
“Alinhadas, com calçamento, sem capim e sem areia!
“Por lá não se planta árvore; onde tem uma, se derruba e faz casa!
“Não é como aqui, pra onde se vira tem verde...
 “E é coqueiro! E é mangueira! E é cajueiro! E é mangabeira!...
“Tem muito galho, com sombra que nunca se acaba!
“Coisa séria! Não é brincadeira!
“Por isso tenho, logo, que ir simbora pra bem longe!
“Vou morar na capital, em terras do Rio de Janeiro.
“Não vou acabar meus dias, debaixo duma árvore dos fundos ou do terreiro,
“Ou na sombra do oitão, mesmo que seja numa tarde de domingo ou feriado,
“Que é linda, faceira... mas também muito treteira!
“Ali, nessa hora a morte passa!
“Aqui é neste tempo que ela chega!
“Minha avó morreu à tarde, dormindo na rede, sob galhos de mangueira.
“Coitada! E ela só tinha oitenta anos!
“Onze meses depois foi seu irmão mais velho, tio José,
“Ele partiu, num domingo depois do almoço,
“Quando jogava baralho na sombra do oitão da sua casa, sentado numa esteira.
“Ontem, à noitinha, chorando, mamãe veio me dizer
“Que seu pai também tinha morrido,
“Enquanto prosava com amigos, sob palmas de coqueiro.
“Vovô tinha completado noventa anos, e eu gostava muito dele!
“Por isso, amanhã, vou me arribar depressa pra cidade grande:
“Lá pras bandas do Rio de Janeiro.
“Por lá morte custa a passar, e quando passar nem vai me ver!
“Dizem que no Rio tem muita gente!
“Tem teatro, tem cinema; tem Maracanã, tem Flamengo!...
“Onde eu posso me esconder.
“Acolá, não é com’isto cá, que nem se tem pr’onde correr!...”
Assim queixou-se um menino, ainda no seu florescer.
Hoje, ao cair da tarde, ele procura pelas coisas daquela manhã,
Mas, nada encontra, somente prédios em avenidas de solo áspero e negro;
Lugar onde não gostaria de aguardar seu entardecer. 
E até já lhe garantiram: é o melhor que ele pode encontrar,
Aqui, em terras do Rio de janeiro.   
 

Tempo de carregamento:0,04