Marlene Santos






O CASTELO ENCANTADO.

Era uma vez um Castelo Encantado
Lá tudo era alado
E tinha o poder de voar.
Imagine a confusão que era lá!
Na hora do almoço
O prato saia do armário
E ia para a mesa
A colher servia a sobremesa
Sem precisar das mãos
A jarra de suco saia da mesa direto para a geladeira
E os sapatos?!
Ah, os sapatos saiam do chão direto para a sapateira
Mas, todos os objetos obedeciam
Ao comando do seu morador
Que morava lá sozinho
Ele era tão estranho que nem falava com os vizinhos
Diziam que ele era filho de uma feiticeira
Que era prisioneira do antigo dono do Castelo
E que antes de morrer resolveu lhe ensinar
Como fazer um objeto voar
Mas esse segredo era muito cobiçado
E de vez em quando ele se via obrigado
A empurrar alguém lá do telhado.
Mas, que homem malvado!!



  

CopyRight © Cepedê Sistemas & WebSites - Comércio eletrônico.