Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha







Luiz C. Lessa Alves






VÍCIOS DA MOCIDADE

VÍCIOS DA MOCIDADE
 
“Não se deve colher todas as flores de um jardim”;
Ouvi de alguém.
“Faz bem deixar algumas para manterem seu brilho!”
Não liguei; não lhe dei ouvidos:
Retirei todas, julgando no momento ser preciso.
Hoje, que só lhe restam algumas folhas tristes,
Sem a seiva nem mais vigor para florir,
Sinto-me um graveto inútil, ressequido.
 
Por que será que só vemos ou aprendemos algo,
Muito importante para nossas vidas,
Quando já não o temos, e tudo está perdido?
Acho que é castigo para o velho
Pelos vícios do menino!

Tempo de carregamento:0,04