Marlene Santos






A JAGUATIRICA E O SEU PRIMO GATO DO MATO.

A Jaguatirica ficou tiririca
Rugindo sem parar
E andando para lá e para cá.
A Jaguatirica ficou assim
Desde quando o seu primo Gato do Mato
Lhe contou o que escutou.
Disse-lhe ele
Que passava pela estrada
E ouvindo gargalhadas
Se escondeu para ouvir melhor
E escutou uma voz rouca
Dizendo que ia tirar a sua pele para fazer roupa.
A felina ficou uma fera
E queria saber quem era o animal
Que queria lhe fazer o mal.
O seu primo Gato do mato
Sabia quem era o inimigo
Mas, não queria contar
Pois sabia que também corria perigo.
Guardou segredo
Por medo.
Ele tinha pena de ver a sua prima assim
Mas, não queria que a sua própria pele virasse tamborim.
Ele não podia dizer para a sua prima
Que esse animal não se come
E que se chama Bicho Homem.

CopyRight © Cepedê Sistemas & WebSites - Comércio eletrônico.