Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha







Marlene Santos






A ÁRVORE QUE CHORAVA.

Na floresta encantada
Tinha uma árvore que chorava.
Ela chorava tanto que se formou um lago ao seu redor
A árvore chorava porque se sentia só.
Ela era a última da sua espécie
E ás vezes até fazia uma prece
Para que soubesse de algum parente que morasse distante
Mas, passaram-se os anos
E nada aconteceu
O último parente da árvore também morreu.
Ela era sozinha coitadinha!
As outras árvores suas amigas
Por muitas vezes tentavam lhe acalentar
E ela parava um pouco de chorar
Mas, à noite quando todos dormiam
Ela voltava a chorar copiosamente
Por não ter parente
Por ter tantas árvores por perto
Mas se sentir num deserto.
Porque sabia que no futuro ela também seria extinta
E que talvez por muita sorte virasse uma tábua coberta de tinta
Ou se não, virasse carvão
Para ser destruído pelo fogo
E suas cinzas levadas pelo vento...
E com esse pensamento
A árvore adormecia
Mas, no outro dia ela continuava na mesma agonia
E chorava, dia e noite, noite e dia.


Tempo de carregamento:0,03