Mauro Evaristo






Despedida

Eu já deletei o meu corpo
Da sua tatuagem,
E classifiquei o seu rosto
Como defeito de imagem!

Hoje, não choro mais
Quando ouço nossa canção,
E consigo até caminhar em paz
Cantarolando aquele refrão!

Eu acreditei que a vida tinha perdido
Todo e qualquer porquê
Na ausência de seu sorriso,
Na vontade de lhe ver!

Hoje, sigo contente
Ao encontro de um novo amor
E até sigo mais à frente
Em busca de uma flor!

Quer saber, foi até bom lhe encontrar
Pois assim me pus à prova
Porque para um novo amor reencontrar
Tive que entender que a vida se renova!

Agora não sofro mais
Relembrando as tristes despedidas
Por que para encontrar a paz
Apaguei seu Amor de minha vida!
 

CopyRight © Cepedê Sistemas & WebSites - Comércio eletrônico.