Nágila de Sousa Freitas






DESCRIÇÃO EM DOIS DIAS

 
Na face vejo o fogo:
um elemento que deriva o brilho do olhar.
Na pele vejo pigmentos de um corpo desenhado na expressão rosada da flor.
E no delinear da face, postulo a flor.
As pétalas nivelam a boca e a maciez é a delicadeza.
Ainda que não me perca no seu cheiro exalante,
posso encontrar o semblante do cerne e, delinear a sua qualidade.
Tudo isso vai resumir a descrição que escrevo ainda sem registrar.
Há apenas uma definição do formato que permeia o semblante.
É que olhando em dois dias da semana, o que vejo fica submisso ao olhar:
uma luz raiada de mistérios,
continua inspirando os outros dias com a mesma essência do que permanece dos dohttp://www.agbook.com.br/book/50279--Anseio_Poeticois.
 

CopyRight © Cepedê Sistemas & WebSites - Comércio eletrônico.