Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha







Oliver Barros Xavier Januário






Soneto - A distância entre um forte amor!

A distância entre um forte amor!

Oh, amada! És o que a tu aqui em palavras digo,
Sentimentos... Que não são de modos vazios,
Por isso, não solte a minha mão entre rios,
Pois, não serás de amor o destino um perigo.

E triste independente da hora se ficar,
Sorria.. então irás abrir a euforia da paixão!
Abrigando a felicidade em teu coração,
De modo que as flores irão desabrochar.

Como o tal dia que desabrochou vosso o amor,
Importantíssima e eventual como o louvor,
A distância nunca importarás no interior.

E se à estrela você sorrir no alto entre o véu,
Em algum lugar então estarei longe feliz,
Apenas olhando-a alegremente no céu.

Tempo de carregamento:0,04