Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha







Zallas Avlys






Análise Sintética das Coordenadas não objetivas

ANÁLISE SINTÉTICA
DAS COORDENADAS
NÃO OBJETIVAS
 
Dignitários da Ordem Draconiana
Possuís a quintessência do saber universal
Com ela o poder do “NÃO
Na luta do bem contra o mal
 
Em vossas veias destilam ódio, rancor e ira
Contra tudo que significa mudança
Nos vossos olhos está à acesa a chama da vingança
 
Olhos apegados nas ações de outrem
Maquinam contra, enquanto falam bem
Projetam ciladas, mas deixam evidentes pegadas
 
Dos frutos das vossas inciências
Vivem a dar Cabeçadas
Dada a ausência de experiências
Trabalham com as luzes apagadas
 
Quando expostas suas trapalhadas
Identificam o culpado
“O processo é lento,
Pois o grupo não está preparado”
 
Tudo é lindo!
Autoritarismo tem a ver?
Projeto daqui e dali
Nada se vê acontecer
 
No afã de incriminar seus desafetos
Na vaga ilusão do poder
Tomam por veneno o remédio
Por maldade o amor, o carinho e até a seriedade
 
Esforçam por destruir
Ao invés de construir
Fingem gostar
Mas querem mesmo é..., sacrificar
 
Ignoram as causas
Preferindo os efeitos
Os problemas
Às soluções necessárias
 
Dão mais valor aos ti-ti-tis que aos fatos
Alimentam-se de boatos
Para vociferar impudências
 
Invertem os papéis
Maquiam a realidade
Discursam ao vento e,
Confabulam diariamente
 
Deitam alegres
Levantam azedas
Espiam da janela
A primeira vitima
 
Desejam a glória
Têm apego à idéia de “poder”
À hipocrisia chamam de afinidade
E à ninharia de competência
 
Privados da luz da CIÊNCIA
Se fiam na aparência
Confabulam diuturnamente
Supondo enganar a gente
 
Terra, gente é do MST
Rap, isto aqui não pode ter
Fome, teto, salário
Não é coisa deste bairro
 
Sociedade bizarra
Escancarada
Ilusão amada
 
Tempo
Valor
Risos
 
Neuras
Neutras
Noutras
 
Oi nóis aí traveis
Se gritá eu num tô
Pegui a franela e
Tira o pó
 
Zallas Avlys - 1998

Tempo de carregamento:0,01