Nathalie Gonçalves






Oração ao Espelho

Meu saudoso e estranho espelho

Venho a rezar para afastar meus medos

Agarrando seu vidro imperfeito

Com pavor e muito zelo.

 

Que os meus olhos voltem a brilhar

No fantástico nascer do dia

Que os carros não incomodem meu caminhar

Nem me deixem fora de sintonia

Que o som dos pássaros pela manhã

Não ressuscite meus anseios

Com o calor do meu tato

Lhe peço com pressa, bendito espelho.

 

Que minha beleza dure cem anos

Ou até a luz se apagar

Que minha pele encontre um ser humano

Quando uma lágrima vier a saltar

Que o meu tempo sempre se adapte

Ao enredo de um novo roteiro

Que o teu vidro puro e transparente

Seja cauteloso ao ser verdadeiro

Com o querer mais inocente

Lhe peço com pressa, querido espelho.

 

Que a chuva de um dia de verão

Não desamarre meus laços de beleza

Que o amor que eu sinto case com a paixão

Nos momentos de pura incerteza

Que meus lábios escalem o infinito

Com a aparência de um beijo

Com o fechar dos meus olhos

Lhe peço com pressa, louvado espelho.

 

Abençoe o que entrar nos meus ouvidos

Que sejam palavras de amor e gratidão

Mas que sejam sempre elogios

Destinados a um perdido coração

Que o pesar do meu insano pedir

Atropele o tempo, a calma e a hora

Sendo eu alguém pretes a explodir

Aceite-me assim: vida cheia de obra

Que o mar se abra para mim

E que tantos sonhos formem meu eixo

Que eu me sinta abraçada pelo teu olhar

Não me veja chorar, belíssimo espelho.

 

Com intenso querer sincero

Secretamente lhe peço, com enorme desejo:

Me afaste de minha insanidade

De mim tenha piedade, efêmero espelho.

CopyRight © Cepedê Sistemas & WebSites - Comércio eletrônico.