Betimartins [ Elisabete Ribeiro ]






Talvez a paz ainda seja possível!

Talvez a paz ainda seja possível!
 
 
Talvez o amor ainda regresse a terra
Como ondas de promessas proferidas
Sussurradas no teu ouvido esquecido
Por anjos de luz, anjos da real paz!
 
E no sorriso da nossa criança
Ela sinta a paz em cada momento
Apenas ela vibra no amor puro
Em sentimentos de pura alegria...
 
No belo vôo do beija flor, na sua flor
Delicado e sempre repleto de majestade
Ele colhe seu néctar, o doce mais belo
Que trás a sua paz de serviço cumprido...
 
Na boca de um irmão sem luz, seja
Colocado o mel da abelha, retirado
Todo o fel que seu coração contém
Dando alas a novas sensações de amor...
 
 
Na tua mão apenas esteja uma bela flor
Que todas as armas sejam encarceradas
Que todas as palavras azedas sejam purificadas
Trazendo de novo a união dos povos na terra...
 
Que na raiva de um coração transtornado
Seja derramada a compreensão e atenção
Que as ervas malditas e ilusórias se queimem
 Para que as favelas vivam na paz dos homens...
 
E eu meu irmão, apenas quero trazer para ti
Um belo mundo repleto de estrelas só para ti
Onde a luz, é uma constante no teu caminhar
Onde apenas abraças com amor a verdadeira paz...
 
 
 

CopyRight © Cepedê Sistemas & WebSites - Comércio eletrônico.