Kate Lúcia Portela de Assis






Poema da Exclusão


 
Não conheci as notas,
A mim, só restaram as moedas...
 
Não comi as refeições,
A mim, só restaram as migalhas...
 
Não fui ao teatro,
A mim, só restaram os panfletos...
 
Não bebi o refrigerante,
A mim, só restaram as latinhas...
 
Não curti o cinema,
A mim, só restaram os letreiros...
 
Não frequentei a escola,
A mim, só restaram papéis amassados...
 
Não tive emprego,
A mim, só restaram as ruas...
 
Mas...
 
A todos restou a Morte,
Que arrebata os homens sem distinção!...

CopyRight © Cepedê Sistemas & WebSites - Comércio eletrônico.