jose carlos ribeiro






Conselho


 
Agora corra menino
Voe sem destino
Cale a voz do vento
Abrande a fúria dos oceanos
Aqueça a garoa fria
Amorne o sol
 
Agora, corra menino
Empreste as asas do condor
E, se preciso for
Tire do peito o pavor
Vá ser criança de novo
Vá redescobrir a inocência
Do verdadeiro amor
 
Agora, corra menino
Viva seu destino
Não morra junto do por do sol
Cace a chuva de verão
Faça um refrão
E ame
Não te difame
Se nascer o amor, proclame
Não deixe mais o olhar marejar
Peça a boca pra falar
Sonhe mais um sonho de amor
Pois neste sonho
Quem sabe, menino
Está a ilusão que te fará viver...
 
Agora, corra menino...
Fragmento do meu livro de poemas "Sussurros de Poeta" José Carlos Ribeiro

CopyRight © Cepedê Sistemas & WebSites - Comércio eletrônico.