Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha







Abraão Leite Sampaio.






Vôo do conhecimento.

    

Alça-me para o vôo desejado,
quero visualizar campos e desertos como pássaros libertos.
Teremos um plano infinito, sem barreiras da ótica de ângulo fechado,
vastidões coloridas energizando nossas vidas... sem passos incertos.


Este planar livre das amarras pessoais,
deste térreo espaço que nos embaraçam em traços.
Deixando-nos soltos para desenovelar com retidão, sem nós ocasionais.
Vôo a quatro mãos que no retorno, estas "asas" deleitam-se nos mais  profusos abraços.


Já em solo...  com as plantas de nossos pés o real a tocar,
deixemos os muros, com a transparência dos mais finos cristais.
Para que não haja mais anteparos encurtando nosso olhar,
liberando-os para direcionarem passividades aos vicinais.


 Nesta viagem...  sem peso nem bagagem,
vem a dimensão que o toque brutal não se escora na razão.
Dalí enxergamos a real dimensão de que a harmonia de um povo em  sintonia,
não traz ecos...  que provoquem tensão.
 
                                             
                                                              Abraão Leite Sampaio.
     
          Poema editado em livro por concurso literário. 

     


Antologia de Poetas Brasileiros Contemporâneos - Vol. 77

 Edição77  é parte da campanha patrocinada pela CBJE/Movimento Ecológico Sobreviver em defesa da nossa Natureza, perigosamente ameaçada pelo descaso e desrespeito.



 
 


Tempo de carregamento:0,07