Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha







JORGE ANDERSON SILVA






O PESCADOR

Quase sempre é assim:
Início da madrugada
Os pés na areia fria
Despedi-te de tua amada.

Com águas pela cintura
Deixando pra trás a alegria
Separa-te da tua amada
Parte pra pescaria.

É mais uma tentativa
Tudo em nome do amor
Buscaras o teu sustento
O pobre do pescador.

Pouco antes da partida
A amada dá a mão
Juntos num só pensamento
Fazem a mesma oração.

Envolvidos no silêncio
Daquele lindo lugar
Apenas a melodia
Formada com as ondas do mar.

É hora, então, da despedida
Com palavras no olhar
Fica a amada, torcendo
Para um breve retornar.

Devagar, vai o barquinho

Junto com as ondas do mar
A distância aumentado
O coração à pulsar.

E, assim, ali sozinho

No meio da imensidão
Leva contigo o carinho
Guardado no coração.

A amada, ali na praia

Vendo o dia raiar
Fica olhando o barquinho
Até onde a vista alcançar.

Em perfeita harmonia

Um na terra, outro no mar
Viverão eternamente
O amor floresce sempre
Assim que o barquinho voltar.

Conheçam meu livro "O SEGREDO DA PEDRA AZUL".
Já à venda nesta Editora.
 

Tempo de carregamento:0,04